Amy Lee comenta do novo projeto do Evanescence e músicas não lançadas

Em entrevista ao AltWire, Amy Lee comentou sobre o tal projeto novo com o Evanescence que ela vem comentando ao longo dos últimos meses e também sobre músicas que foram só tocadas ao vivo e nunca tiveram uma gravação profissional.

Com o recente ressurgimento do Evanescence, naturalmente a pergunta na cabeça de todo mundo é: O que vem a seguir? Você tem insinuado um pouco ultimamente sobre um projeto “único” com a banda que é diferente do habitual som do Evanescence. Enquanto eu entendo o seu desejo de permanecer de boca fechada, há algum detalhe que você pode dar sobre esse projeto?
Amy Lee: Eu vou revelar todos os detalhes desse projeto em cerca de um mês – só preciso dar a isso mais um tempo. Sei que isso é chato para um jornalista, mas o âmago disso é que vamos ouvir o Evanescence de um novo jeito. Mesmo. Não é simplesmente “o próximo disco do Evanescence” – é algo a mais e definitivamente desafiador. Vem de um lugar em que ainda se conecta à essência do que a banda é, porém está forçando todo mundo a experimentar coisas novas e trabalhar fora de nossa zona de conforto completamente e trabalhar com novos elementos. Então estou muito animada com isso e é o que eu tenho gasto a maior parte do meu tempo fazendo durante todo esse estresse para todas as outras coisas em segundo plano. Estou apenas trabalhando sobre um caldeirão borbulhante de coisas por aqui! Estou muito animada com esse projeto e espero mesmo que os fãs também estejam quando ouvirem o que é, mas não posso dar mais nenhuma informação do que isso no momento.

Enquanto o próximo projeto ainda está em segredo, talvez você possa dar sua opinião sobre isso: Agora que você tem uma formação nova e forte, você tem ideia de que direção você gostaria que a banda seguisse? Não exatamente com esse álbum, mas o que você gostaria de alcançar com o futuro material do Evanescence nos próximos anos?
Amy Lee: Hum, vejo como você está tentando ser astuto e conseguir mais informação de mim sobre a “coisa”! Então, essa é uma declaração muito geral, pois não tenho uma direção específica para a próxima coisa – embora já estejamos começando a formulá-la – mas estou começando a aprender que menos é mais, de certa forma. O Evanescence, para mim, sempre foi esse lugar em que cada coisinha que você pode imaginar esteja lá. Usamos tantas faixas que o Pro Tools não consegue lidar, e isso é um problema. Com todas as cordas, a programação, as guitarras, os vocais de fundo e todas essas coisas que vão em nossa música, por mais maravilhosos que sejam, eu vim a perceber que às vezes você não está ouvindo tudo que estamos fazendo por causa disso tudo que está rolando. Às vezes vim a curtir ser capaz de ouvir uma coisa por vez um pouco.

Dito isso, isso não descreve outra coisa senão que minha mentalidade no momento é a de que posso apreciar momentos de simplicidade e acho que isso é importante. Acho que essa é uma direção importante para nós pensarmos no futuro, que tudo não precisa sempre ser tão cheio e complicado. Porque às vezes na vida suas emoções são um enorme furacão de coisas e outras vezes é simplesmente um pequeno pensamento simples.

Lost Whispers foi bem recebida pelos fãs, mas há algumas músicas que foram tocadas ao vivo, porém não lançadas, como Your Love e Find a Way. Alguns fãs estavam esperando vê-las em Lost Whispers (EP), mas não foram inclusas. Será que um dia essas músicas verão a luz do dia?
Amy Lee: Sabe… é uma daquelas coisas. Há algumas músicas que você já ouviu partes delas… como Take Cover, que é uma b-side nossa que tocamos só ao vivo, e o que você não sabe é que há uma grande pilha de músicas como essa. Temos uma playlist legal de músicas que tivemos que selecionar, uma playlist de músicas que não deram certo. Músicas que foram postas de lado ao longo dos anos, que não deram muito certo para serem gravadas. Como Find a Way e Your Love, por exemplo, essas não tem gravações completas, pelo menos até o momento. Contudo, isso não significa que não são boas, e eu ouço o que é legal nessas músicas. Mas é legal ter um monte de coisas porque, honestamente, às vezes o motivo de não dar certo é porque não é tão boa quanto a outra música que é igual a ela. Eu me senti assim com algumas coisas, e isso é o que aconteceu com Your Love.

Será que um dia vão ver a luz do dia? Bem, ouvi um rumor de que o Legends and Lyrics está planejando lançar a performance que fizemos com Your Love, então se eles lançarem, seria legal! Eu não controlo isso – se eu o fizesse, eu mesmo teria lançado a música. Mas é meio engraçado que ela será lançada agora, pois isso foi há tanto tempo! O meu cabelo estava cortado, foi em 2009 ou 2010. Então vamos esperar! Seria legal assistir a performance, na verdade. Eu gostaria de vê-la de novo.

Find a Way é uma música legal! É uma música que compus para um filme. Eu estava tentando entrar na trilha sonora desse filme com tema de Oriente Médio há uns anos e não deu certo. Faço isso o tempo todo.  Tenho uma boa pilha de “ó, essas músicas não deram certo. Talvez eu volte pra elas quando fizerem sentido”. Quando formos para outra fase, ou próximo disco, é sempre assim. Vamos para a pilha! Mesmo que não usemos a música toda, às vezes é “ó, o verso dessa música é ótimo, mas o refrão poderia ser melhor…” e depois podemos usá-la, sabe? Eu com certeza já diz isso algumas coisas.

Então vamos ver o que acontece com essas duas especificamente, não tenho certeza ainda. Não fiquem chocados se elas mudarem! Se o refrão está pronto e de repente tem um nome diferente. Bem, isso é ruim [risos].

Além do que já falamos, o que os fãs podem esperar de você e do Evanescence no próximo ano?
Amy Lee: Vamos lançar algo esse ano! Então com certeza há coisas para se aguardar no futuro muito próximo. Daqui a duas semanas, vamos entrar em uma turnê na América do Sul e logo depois vamos fazer uma turnê europeia e essa é uma turnê bem significativa e longa. Vamos ver os fãs, e vocês podem nos ver ao vivo e enquanto isso vamos trabalhar nessa nova coisa que será lançada esse ano. Acho que há muito no horizonte para a banda.

Eu planejo fazer mais trabalhos solo, mas é legal que é aos poucos, pois como eu estava falando antes, o processo de gravação chega a ser essa coisa grande, e eu preciso de uma válvula de escape dele. É legal ser capaz de gravar uma música para um filme de vez em quando, e fazer uma música minha, e eu definitivamente tenho algumas ideias para o meu próximo EP de covers. Então vou fazer isso em algum momento quando eu tiver um tempo livre…

Comentários no Facebook
1177 visualizações no total 1 visualizações hoje